terça-feira, 31 de agosto de 2010

Produção de electricidade a partir da urina


Cientistas de duas universidades britânicas criaram uma célula de combustível capaz de produzir eletricidade diretamente da urina, um dos resíduos mais abundantes na Terra. É uma óptima reciclagem para uma fonte de energia renovável...
Conheça a invenção.

Link relacionado:
Energias alternativas (infografia)

Tigre-siberiano raro tem área protegida transfronteiriça, entre China e Rússia

Autoridades chinesas e russas decidiram criar uma área protegida comum, na fronteira dos seus países, com o objectivo de proteger o altamente ameaçado Tigre-siberiano, também conhecido por Tigre de Amur. A área situa-se no norte da península da Coreia e o acordo teve a colaboração da WWF, a Fundação para a Conservação da Vida Selvagem Mundial.

Tigre-siberiano, Panthera tigris altaica - Fonte: wikipédia

Estima-se que apenas cerca de 500 tigres de Amur sobrevivem em estado selvagem. A nova área protegida transfronteiriça proporcionaria um habitat mais amplo e mais saudável para os tigres de Amur e outras espécies ameaçadas, como o leopardo de Amur, o felino mais ameaçado do Mundo.

Leopardo de Amur, Panthera pardus orientalis - Fonte: wikipédia

A caça furtiva, a destruição e fragmentação do habitat têm reduzido o número de tigres, leopardos e outras espécies.
O anúncio do acordo coincide com o Festival Cultural do Tigre Amur da China, um evento de dois dias, destinado a chamar a atenção para o sofrimento do animal em extinção. Este é também o Ano do Tigre no calendário chinês.
Para a WWF, os tigres ainda enfrentam uma grande destruição com a caça furtiva, incentivada pela utilização de partes do animal na medicina tradicional chinesa.
Mais informações no endereço  (em inglês)

Elefante indiano será "Património nacional"

De acordo com o o titular do Ministério do Meio Ambiente indiano, Jairam Ramesh, em breve o elefante será declarado "património nacional" na Índia, numa tentativa para reforçar a protecção dos elefantes.
Na Índia vivem 60% dos elefantes da Ásia, elefante indiano, Elephas maximus indicus, uma das quatro subespécies do elefante asiático, 25 mil exemplares, dos quais 3,5 mil estão em cativeiro.

Elefante indiano, Elephas maximus indicus - Fonte: wikipédia

Em 1992, o país iniciou o Projeto Elefante com o objectivo de proporcionar ajuda técnica e financeira aos estados indianos com elefantes, para protecção do seu habitat. Alguns habitantes têm sido vítimas de ataques de elefantes, devido à ocupação humana dos seus habitats tradicionais.
Mais informações aqui.

Link relacionado:
Tráfico de marfim africano para a Ásia -Não compre peças de marfim…pode ser a sua ajuda
Zoo Virtual 

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Tabela Periódica no iPhone

Periodic Table of the Elements, aplicação que é uma tabela padrão periódica dos elementos.
Mais informações no site do software.
E agora uma maneira engraçada de trabalhar os elementos químicos.


Astronomia no iPhone


SpaceWalking é uma aplicação que utiliza o GPS para criar um Sistema Solar Virtual à nossa volta e que podemos visitar e explorar caminhando. Funciona em IPhone 3GS e iPhone 4 e, brevemente, em 3G IPad.
O software foi criado por Eduweb e parece ser um bom recurso educativo.
Mais informações e vídeo no site do software.


Star Walk é um planetário com mais de 9.000 estrelas, planetas , constelações e objetos de Messier para amadores ou profissionais.
Usa a função Star Spotter para ver o céu em tempo real. Basta inclinar o iPhone para o céu, para activar a bússola digital que irá determinar a localização e orientação do telefone. A imagem na tela corresponderá à área do céu para onde o telefone está apontado, e vai acompanhar todos os movimentos . Esta função está disponível, apenas, nos dispositivos iPhone 3GS / 4.
Mais informações no site do software.
Vídeo sobre Star Walk


Planetarium, software para iPhone e iPod Touch que permite viajar no Sistema Solar em 3D.
Informações e vídeo no site da aplicação.



Mais direccionado para a observação astronómica, SkyVoyager é um simulador, uma poderosa aplicação para iPhone, iPad, and iPod Touch.
SkyVoyager mostra com precisão o céu de qualquer ponto da Terra , em qualquer momento até 100 anos no passado ou no futuro
Mais informações no site do software.
Vídeo sobre SkyGazer iPhone App (versão básica de Sky Voyager).



GoSkyWatch Planetarium, agora para o IPAD. Facilmente e rapidamente permite identificar e localizar as estrelas, planetas, constelações e muito mais com um toque ou simplesmente apontando para o céu.
Mais informações no site da aplicação.
Vídeo sobre GoSkyWatch Planetarium for iPad v4.0



E para quem gosta de estar actualizado diariamente sobre todos os planetas extra-solares descobertos, existe Exoplanet, uma aplicação que é um banco de dados desenvolvido para o iPhone e ipaD.
Mais informações no site do software.
Vídeo sobre Exoplanet

Foca-cinzenta volta a ser caçada na Estónia

Foca-cinzenta (Halichoerus grypus) - Fonte: wikimedia commons

Os habitantes da ilha Kihnu, na Estónia, vão poder caçar, novamente, focas-cinzentas, após 30 anos de proibição.
De acordo com o Ministério do Ambiente do país, o número de focas na região, na última década, aumentou de 1500 para 4000, embora continue inferior às dez mil focas de há cem anos.
Mais informações aqui.

Link relacionado:
Dossier Informativo sobre a Caça às Focas Bebés
Canadá Aumenta Cota para Caça de Focas!
Caça a focas (imagens)
Rússia proíbe a caça às focas bebés

domingo, 29 de agosto de 2010

Vulcão do Monte Sinabung entra em erupção

Pouco depois da meia-noite local, 20 horas de ontem em Lisboa, o Monte Sinabung, no norte da ilha Sumatra, na Indonésia, começou a expelir lava, cinzas e fumo que atingiram uma altitude de 1500 metros.

Monte Sinabung, norte de Sumatra (Indonésia)

Mais de 12000 pessoas foam evacuadas das suas casas junto ao monte, uma área agrícola.
A Indonésia está situada no Anel de Fogo do Pacífico, uma zona do planeta de grande actividade sísmica e vulcânica, com mais de 400 vulcões, dos quais pelo menos 129 continuam ativos e 65 estão qualificados como perigosos. A última erupção do Sinabung foi há 400 anos.
A localização das ilhas, que formam o país, faz dos seus habitantes vítimas dos fenómenos naturais, e não são os únicos! A grande catástrofe provocada pelo tsunami de 2004 ainda está muito presente em toda aquela região do Pacífico e no mundo.
Mais informações e imagens  aqui.
Doze mil fogem de vulcão activo (actualizado em 30/08/2010)

Links relacionados (vídeos):
Cheias no Paquistão provocaram brechas numa barragem
As maiores cheias da história do Paquistão (foto galeria)
Vulcão desperta na Indonésia (actualizado em 30/08/2010)
Furação Katrina foi há cinco anos e prossegue a reconstrução de Nova Orleães
Nova Orleães reconstruída mas com receios de nova catástrofe

Nebulosa Rosette

Nebulosa Rosette - Crédito: NASA / JPL- Caltech / Equipe WISE

Esta nebulosa em forma de flor, uma rosa, é uma enorme nuvem de poeira e gás de de estrelas em formação , na Via Láctea, a uma distância que varia entre 4500 a 5000 anos-luz da Terra, localizada na constelação de Monoceros, ou o Unicórnio.
A imagem da nebulosa Rosette foi obtida por infravermelhos, através da missão espacial da NASA, Wide -field Infrared Explorer (WISE ).

Fonte: http://www.nasa.gov/mission_pages/WISE/news/wise20100825.html

Biodiversidade de Bragança

mosca Sphaerophoria scripta

Pode não parecer mas é uma mosca, embora diferente da mosca comum. Devido à sua coloração, muitas vezes é confundida com uma vespa ou abelha. Esta semelhança protege-a dos predadores.
As moscas desta espécie costumam flutuar em torno das flores e os adultos alimentam-se principalmente de néctar e pólen.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Vídeo - 30 anos de descobertas de asteróides

Fantástico vídeo do Observatório Arecibo mostrando a localização de todos os asteróides conhecidos a partir de 1980, e que vão sendo adicionados à medida que são descobertos (destacados a branco para que se possa detectar os novos).
A cor final dos asteróides indica a sua proximidade ao sistema solar interior. Os que atravessam perto da Terra, potencialmente perigosos, são vermelhos, os que se afastam são amarelos e os restantes verdes.


O padrão de descoberta segue a Terra na sua órbita, e a maioria das descobertas são feitas na região oposta ao Sol. Notam-se também alguns aglomerados de descobertas na linha divisória entre a Terra e Júpiter.
Em meados dos anos 90, as taxas de detecção são elevadas e a maioria das pesquisas são imagens do céu oposto ao Sol e vê-se uma região de alta taxa de descobertas alinhadas dessa maneira.
No início de 2010, torna-se evidente um novo padrão de descoberta, com zonas de descoberta situadas numa linha perpendicular ao vector Sol-Terra . Estas novas observações são o resultado do WISE ( Infrared Survey Widefield Explorer ), que é uma missão espacial encarregada de obter imagens de todo o céu em comprimentos de onda infravermelhos. Actualmente já se observaram mais de meio milhar de asteróides.
Mais informações aqui e notas do YouTube que acompanham o vídeo.

Link relacionado:
Alguns asteróides
Cintura de asteroides
Sistema Solar

Astrónomos dão "novos mundos" ao mundo

Uma equipa de astrónomos descobriu um sistema planetário com, pelo menos, cinco planetas em órbita de uma estrela do tipo solar, HD 10180. Os investigadores têm também fortes evidências da existência de mais dois planetas, sendo que um deles terá a menor massa encontrada até agora.

Concepção artística do sistema planetário da estrela HD 10180- Crédito: ESO/L. Calçada

A equipa de astrónomos utilizou o espectrógrafo HARPS, montado no telescópio de 3.6 metros do ESO, em La Silla, Chile, durante um período de seis anos, para estudar a estrela do tipo solar, HD 10180, situada a 127 anos-luz de distância.
Da equipa de cientistas fazem parte os portugueses Alexandre Correia, da Universidade de Aveiro, e Nuno Santos, do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto.
Mais informações no site da ESO e aqui.

E mais outro sistema planetário...

A sonda Kepler descobriu o primeiro sistema planetário confirmado com mais de um planeta orbitando uma estrela.
A passagem de dois planetas distintos foi observada próxima a uma estrela semelhante ao Sol, chamada Kepler-9. Os planetas receberam os nomes de Kleper-9b e 9c.

Concepção artística dos dois planetas do tamanho de Saturno descobertos pela missão Kepler da NASA
Fonte: NASA

Para além dos dois planetas gigantes confirmados, os cientistas da missão Kepler também identificaram o que parece ser um terceiro, com uma assinatura de trânsito muito menor nas observações de Kepler -9. Essa assinatura é compatível com o trânsito de um planeta com cerca de 1,5 vezes o raio da Terra.
A missão Kepler é um observatório espacial lançado pela NASA, em Março de 2009, projetada para fazer o levantamento da Via Láctea e descobrir planetas do tamanho da Terra, ou menores, que sejam habitáveis. Um outro objectivo da sonda é determinar que estrelas da nossa galáxia podem formar sistemas planetários.
Mais informações aqui.

Link relacionado:
Baixa atividade solar faz camada da atmosfera encolher

Polvo mestre do disfarce

O polvo indonésio mimicus Thaumoctopus é espectacular pela sua inteligência e capacidade de imitar diversos tipos de animais marinhos, dependendo das circunstâncias.

mimicus Thaumoctopus - Fonte: wikipédia

Ele pode alterar as cores, contorcer e ondular o corpo para  imitar a aparência de caranguejos gigantes, conchas, peixes achatados, ofiúros, serpentes e outros disfarces, para enganar predadores esfomeados.
Mais informações em LiveScience.
Veja o vídeo com o polvo mímico em acção .

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

James Cameron e Avatar na campanha publicitária da NASA

James Cameron, realizador do espectacular filme Avatar, colabora na nova campanha científica da NASA sobre o contributo da agência, através da exploração espacial, na criação de uma consciência ambiental e um melhor conhecimento científico do nosso planeta.


A NASA tem 14 satélites em órbita para observação da Terra, incluindo a atmosfera, os oceanos , a superfície da terra, neve e gelo.

Ilhas das quatro Montanhas

Ilhas das quatro Montanhas - Fonte: NASA

A imagem (em cor falsa) do satélite Terra (NASA) mostra um agrupamento de vulcões cobertos de neve e que formam as Ilhas das quatro Montanhas (Islands of Four Mountains), situadas na cadeia das Ilhas Aleutas do Alasca, Estados Unidos.
A ilha localizada na parte central da imagem, Chuginadak, contém Mt. Cleveland, um agitado vulcão activo, que está a ser observado, pois as suas cinzas poderiam ameaçar os voos entre a Ásia ea América do Norte.

Mt. Cleveland - Uma pequena nuvem vulcânica começou a libertar-se em 1 de Junho de 2010.
Fonte: NASA

Nesta imagem, em cor falsa, a neve é branca , as nuvens são cor-de-rosa , a vegetação é vermelha e a água do mar é quase preta.

Link relacionado:
Lista de vulcões do Alasca

100º Aniversário de Madre Teresa de Calcutá

Neste Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social, comemora-se hoje o 100º aniversário de Madre Teresa de Calcutá, a "mãe dos pobres" que dedicou a sua vida a servir os doentes e os pobres na Índia.
Madre Teresa - Fonte: wikipédia

"A sua vida e o seu trabalho continua a ser uma inspiração para os novos e velhos, ricos e pobres, de todas as religiões e nações", disse a irmã Mary Prema, que dirige agora as Missionárias da Caridade, a ordem que Madre Teresa fundou em 1950, na cidade de Calcutá.
Recebeu o prémio Nobel da Paz em 1979 e faleceu em 1997, tendo sido beatificada pelo Vaticano em 2003.
Mais informações aqui.

Rã mais pequena do Velho Mundo descoberta em Bornéu

Na ilha de Bornéu, no sudeste asiático, foi encontrada uma nova espécie de rã, do tamanho de uma ervilha, a menor já encontrado na Ásia, na África ou na Europa.
Planta jarro, ampullaria Nepenthes, habitat da minúscula rã Microhyla nepenthicola
Fonte: wikipédia

Os machos adultos da nova micro-espécie medem entre 10,6 e 12,8 milímetros de tamanho e o anfíbio recebeu o nome de Microhyla nepenthicola, em homenagem às plantas jarros (ampullaria Nepenthes), das florestas de Bornéu onde vive.
Mais informações aqui.

Link relacionado:
União Internacional para a Conservação da Natureza
Anfíbios perdidos

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

What a Wonderful World

O conhecido tema interpretado por Louis Armstrong, What a Wonderful World, é uma criação de George David Weiss que faleceu em 23 de Agosto deste ano, com 89 anos de idade, em Oldwick, no Estado de New Jersey, Estados Unidos da América.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

NASA convida o público a escolher músicas para despertar os astronautas

Depois de apelar à participação do público nas duas últimas viagens do vaivém espacial, enviando uma fotografia para o espaço, em Face in Space, a NASA volta a convidar o público para ajudar a escolher as músicas que serão usadas para acordar os astronautas durante as últimas missões. Tradicionalmente, as músicas tocadas são escolhidas por amigos e familiares da tripulação.

Fonte: NASA

Para participar basta aceder ao website "Song Contest Wakeup" e seleccionar músicas de uma lista das top 40, já utilizadas anteriormente para despertar, ou apresentar músicas originais para análise.
As duas canções mais votadas serão tocadas para despertar a tripulação do vaivém Discovery (missão STS-133), com lançamento previsto em 1 de Novembro deste ano.
As canções originais devem ter um tema espacial. Depois de analisadas pela NASA, as finalistas serão submetidas a votação pública, sendo as duas mais votadas aquelas que irão despertar a tripulação do vaivém Endeavour (missão STS-134), último vôo destes veículos espaciais programado para 26 de Fevereiro de 2011.
Para votar ou apresentar uma música, visite o site Space Rock.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Tartarugas abandonadas constituem um problema ambiental

O abandono de animais é um problema que parece não ter solução. Tradicionalmente os cães e os gatos são os mais afectados, mas não sãos os únicos. Acontece o mesmo, por exemplo, com os cágados ou as tartarugas anfíbias, muito procurados como animais de estimação.
Em Portugal, a maior parte das tartarugas são importadas da Florida, as tartarugas da Florida, que são animais predadores agressivos.

Tartaruga da Florida (Trachymys scripta elegans) -Fonte

Tartaruga da Florida (Trachemys scripta scripta) - Fonte

 Também as tartarugas são abandonadas em ribeiras e barragens, adaptando-se facilmente aos novos habitats e prejudicando os cágados nacionais. A pequena tartaruga, animal de estimação, rapidamente se transformou numa espécie invasora capaz de provocar graves desequilíbrios ecológicos.
No nosso país é proibida a venda, desde 1999, da tartaruga da Florida com uma risca laranja na cabeça, mas pode ser adquirida em qualquer outro país da Europa, o que dificulta a luta contra o comércio irresponsável desta espécie exótica.
Mais informações neste endereço.

Link relacionado:
Águas algarvias mais quentes levaram as 49 tartarugas encontradas mortas para zonas de risco

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Super-vulcão galáctico em M87

Erupção cósmica em M87 - Fonte: NASA

Esta imagem mostra a erupção de um "super-vulcão galáctico", com explosão de gás para o exterior, na galáxia maciça M87, tal como foi observado pelo Observatório de raios X, Chandra, da NASA e NSF Very Large Array.
M87 fica a uma distância de cerca de 50 milhões de anos-luz da Terra e está no centro do aglomerado de Virgem, que contém milhares de galáxias.
O vulcão cósmico está a ser impulsionado por um buraco negro gigante no centro da galáxia, impedindo a formação de centenas de milhões de novas estrelas. De acordo com os cientistas, a interação desta "erupção cósmica" com o ambiente da galáxia é muito semelhante à do vulcão Eyjafjallajökull, que ocorreu na Islândia, em em 2010.
Fonte: http://chandra.harvard.edu/photo/2010/m87/

Link relacionado:
Super Vulcão Galáctico em Erupção na M87
A galáxia M87 dá um show cósmico que foi assistido por 390 astrónomos
Fotos do espaço

Vídeo da NASA mostra a actual contaminação atmosférica

O hemisfério norte do planeta é o mais afectado pelo monóxido de carbono, em grande parte devido aos catastróficos incêndios que recentemente queimaram milhares de hectares de florestas na Rússia e no Canadá e contaminaram a atmosfera, afectando pessoas, animais e plantas. Um dos gases contaminantes, o dióxido de carbono, é responsável por graves problemas respiratórios.
O vídeo da Agência Espacial Americana mostra o alcance mundial dessa contaminação, onde as concentrações mais elevadas são representadas a amarelo e vermelho.
Mais informações aqui.

50 anos do voo espacial das cadelas russas Belka e Strelka

As cadelas russa Belka e Strelka foram os primeiros seres vivos a viajar no espaço, regressando vivos à Terra.
Há 50 anos, em 19 de Agosto de 1960, as cadelas foram lançadas no espaço, no foguete Sputnik-5, acompanhadas de 42 ratos, provando serem possíveis as viagens espaciais tripuladas. Moscovo celebra o acontecimento.

Belka e Strelka - Fonte

A mesma sorte não teve a cadela Laika, três anos antes. Foi o primeiro ser vivo a viajar no espaço, em 3 de novembro de 1957, no Sputnik-2, mas não sobreviveu.
Em 12 de Abril de 1961, finalmente um ser humano, Yuri Gagarin, viajou no espaço, iniciando a Era Espacial.

Link relacionado
A Lua está encolhendo, revela Nasa

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Criação de "minivacas" para reduzir a emissão de gás metano

O professor e fazendeiro Richard Gradwoh, dos Estados Unidos, faz criação de vacas em miniatura pois, segundo ele, têm menos impacto sobre o meio ambiente. O gado de pecuária é responsável por grande parte das emissões de metano no mundo, um dos gases que mais contribui para o aquecimento global.

Minivacas produzem menos gás metano

O professor desenvolveu, no seu centro de pesquisa, 18 das 26 raças de "minivacas" existentes no mundo. A maioria tem pouco mais de um metro de altura e algumas menos de 80 cm.
Segundo o professor, dez vacas em miniatura geram o mesmo metano de uma vaca de tamanho normal. "Além disso, num terreno de cinco hectares, onde cabem duas vacas, entram dez minivacas".
Mais informações aqui.

Link relacionado:
As 10 idéias mais estranhas para combater o aquecimento global (em inglês, pode usar-se um tradutor)

Banco de coral congelado para conservar os recifes do Havai

Investigadores norte-americanos do Instituto de Biologia Marinha da Universidade do Havai, em Manoa, e os serviços zoológicos do Smithsonian Institution, de Washington, criaram um banco de células de corais congeladas, das espécies Fungia scutaria e Montipora capitata, numa tentativa de evitar a sua extinção e de preservar a diversidade dos corais do Havai.
Os recifes de coral são ecossistemas que funcionam como locais de criação de peixes e invertebrados e fornecem protecções naturais às zonas costeiras.

Fungia scutaria, uma das espécies congeladas - Fonte: wikimédia

Os investigadores alertam para a situação de degradação em que se encontram os recifes devido ao impacto humano. Estas barreiras de coral, e os animais que delas dependem, poderão desaparecer no decurso dos próximos 40 anos, se não se actuar imediatamente.
Para Steve Monfort, director do Smithsonian Conservation Biology Institute, "Este trabalho salienta a importância da ciência para desenvolver soluções criativas para enfrentar problemas de conservação”.
Mais informações aqui.

Link relacionado:
Estado de saúde dos recifes de coral detectado a partir do espaço
Estudo alerta que áreas protegidas marinhas não estão a ajudar recifes de coral
Criações coloridas - corais (fotogaleria)

terça-feira, 17 de agosto de 2010

"Código 9" ameaça novamente a segurança infantil na Web

De acordo com a notícia publicada hoje pelo Expresso online, "O "código 9", que ensina crianças e adolescentes a camuflarem dos pais as suas conversações em chats, voltou a circular, desta vez em redes sociais. Os especialistas em segurança infantil na Web alertam para as mentes criminosas".
Ler notícia completa em Net: Crianças novamente à mercê do "código 9" .


Cartilha para o uso seguro da net
Links relacionados:
Policiar adolescentes não é solução
Como Proteger Crianças e Jovens Destes Riscos Online? Algumas dicas.
SeguraNet

Portugal queimado


Crédito NASA / GSFC , MODIS Rapid Response (Aqua-Modis, 13/08/2010)

Os incêndios continuam a queimar as matas e florestas portuguesas. As populações perdem os seus bens e temem pelas suas vidas. É uma catástrofe que já matou alguns bombeiros.
De acordo com a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), desde o início do ano registaram-se 14.601 ocorrências de incêndios florestais, aproximadamente igual à soma de fogos verificados nos últimos três anos.
Entre as áreas afectadas encontram-se 3 zonas protegidas, o Parque Nacional da Peneda Gerês, Parque Natural da Serra da Estrela e o Parque Ecológico do Funchal. Neste Ano Internacional da Biodiversidade Portugal ficou mais pobre no seu património natural.
O desabafo de um bombeiro, cansado da luta contra o fogo, "Um país tão bonito, um país tão verde, um país que não consegue arranjar soluções para estes problemas"!

Links relacionados:
Incêndios destruíram 95 por cento do Parque Ecológico do Funchal

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

O primeiro robô astronauta

Chama-se Robonaut2 ou R2, o primeiro robô humanóide astronauta a partir para o espaço, em Novembro, a bordo do vaivém Discovery. Vai integrar a tripulação da Estação Espacial Internacional e está programado para trabalhar como assistente robótico dos astronautas da ISS.

Os astronautas da missão STS -133 encontram R2 no Centro Espacial Johnson da NASA, antes do lançamento do Discovery. Crédito: NASA

Robonaut2 foi projectado pela NASA e pela General Motors. O seu nome é uma homenagem à série de filmes "Star Wars" ("Guerra das Estrelas").
Durante a sua permanência no espaço, R2 será responsável por um diário no Twitter.
Mais informações aqui.


Links relacionados:

Champimóvel, aprendizagem interactiva

Champimóvel

O Champimóvel é um simulador de movimento interactivo tri-dimensional, da Fundação Champalimaud, que permite viajar no interior do corpo humano. As crianças podem interagir através de joystick.
Este simulador interactivo, transportado num camião, percorre escolas, ATL's e Centros Ciência Viva de Norte a Sul do país. Faz parte do Programa de Divulgação e de Motivação promovido pela Fundação Champalimaud (http://www.fchampalimaud.org/home/portuguese-summary/champimovel/), e é dirigido especialmente aos alunos dos 2º e 3º ciclos de escolaridade.
Ver vídeo aqui.

Link relacionado:
Brochura para professores

domingo, 15 de agosto de 2010

Beatles fazem 50 anos

Os Beatles em 1964 - Fonte: Wikimédia

Em Agosto de 1960, a banda de Liverpool deu os primeiros espectáculos em Hamburgo, Alemanha, utilizando a designação que a tornou famosa na década de 60, The Beatles. A beatlemania surgiu um pouco por todo o Mundo e ainda hoje, passados 50 anos, os Beatles continuam a vender milhões de discos  e a influenciar a música pop .
Recordando alguns dos seus grandes êxitos .





sábado, 14 de agosto de 2010

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Linguee, novo dicionário online

Com 50 milhões de expressões traduzidas na versão portuguesa que inicia hoje, Linguee é o novo serviço de tradução online, gratuito, e que oferece uma máquina de busca de traduções e um dicionário.
Mais informações e vídeo explicativo aqui.

Link relacionado:
Mesmas limitações que um tradutor

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Chuva de meteoros das Perseidas 2010

Amanhã à noite, 12-13 de Agosto, temos "chuva de estrelas", o ponto alto das Perseidas, que ocorrem todos os anos por esta altura, quando a Terra cruza, na sua órbita, com as poeiras deixadas pela cauda do cometa Swift-Tuttle.
A noite escura, sem luar, é favorável à observação do fenómeno. Poderão ocorrer entre 65 a 100 meteoros por hora, depois da meia-noite até de madrugada, vindos de um ponto junto à constelação de Perseus, localizada na direcção Norte-Nordeste.

Origem das Perseidas, constelação de Perseus

Links relacionados:
Animação da chuva de meteoros Perseidas 2010
Chuva de Estrelas – Perseidas 2010
NASA prepara-se para estragos produzidos por uma Chuva de Meteoros
62 novas Chuvas de Estrelas

FAO lança sistema de monitorização de fogos, com ajuda da NASA

A FAO (Organização da ONU para a Alimentação e Agricultura) lançou hoje um novo portal online de informações e monitorização, em tempo real, sobre incêndios, o  Sistema Global de Gestão de Informação sobre Incêndios ( GFIMS ), disponível em inglês, francês e espanhol, para ajudar os países a controlar o fogo de forma eficaz e proteger os bens e recursos naturais.

GFIMS - Crédito: NASA/Food and Agriculture Organization of the United Nations, 2010. MODIS Hotspot / Active Fire Detections. Data set. MODIS Rapid Response Project, NASA/GSFC [producer], FAO of UN, Global Fire Information Management System [distributor]. Available on-line http://www.fao.org/nr/gfims/en/

O GFIMS conta com a ajuda de satélites da NASA, como o Aqua e o Terra e, ainda, o Sistema Modis de resposta rápida (O MODIS Rapid Response System), que fornece imagens diárias de satélite de zonas da Terra, em tempo quase real, com aparência e cor verdadeiras, semelhantes a fotos, ou imagens de cores falsas.
O sistema Modis está disponível gratuitamente para todos, cientistas , educadores e público em geral. As imagens capturadas e já interpretadas podem ser obtidas através do Observatório da Terra (Earth Observatory).

Incêndios em Portugal (sat. Terra, em 08/11/10 ; 11:05 UTC) -  Crédito NASA / GSFC , MODIS Rapid Response
De acordo com o responsável pelas Florestas na FAO, Pieter van Lierop, o GFIMS foi lançado numa altura em que a incidência de mega-incêndios tende a aumentar, como aconteceu na Rússia onde a área ardida atingiu 14 milhões de hectares. Em todo o mundo os incêndios afectam 350 milhões de hectares de solos todos os anos. "O controle desses fogos tornou-se uma questão de grande importância, não só devido ao número crescente de acidentes e da enorme quantidade de área queimada, mas também por causa das relações com as questões de interesse global, como a mudança climática".
Mais informações no site oficial da FAO.

Link relacionado:
Lisboa entra no mapa de incêndios com fogo em Sintra  (ver imagem de satélite)
60 fogos em curso em todo o país

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Desastres naturais

Fumo sobre a Rússia Ocidental - Fonte: NASA (EOS)

Inundações no Paquistão e Europa Central, entre outros, e incêndios devastadores na Rússia. Portugal também está a arder em muitos locais, com esta vaga de calor. As consequências são desastrosas para o meio ambiente e perda de vidas humanas. "O mundo em luta com os elementos", é o título de uma fotogaleria publicada pela Visão. Veja aqui.

Mais galerias de fotos relacionadas:
 O inferno das cheias no Paquistão
As imagens do drama na Rússia
A difícil tarefa de respirar em Moscovo
Incêndios e calor não dão tréguas na Rússia
Parque de madeiras devorado

Link relacionado:
No futuro, as catástrofes de Verão poderão vir a ser normais

sábado, 7 de agosto de 2010

Iceberg gigante desprende-se de glaciar da Gronelândia

Um bloco de gelo, com cerca de 100 Km2, separou-se do glaciar de Petermann, na costa noroeste da Gronelândia, a cerca de mil Km a Sul do Pólo Norte.


Glaciar de Petermann, Gronelândia - Fonte: NASA/EOS

O iceberg é quatro vezes maior do que a ilha de Manhattan, em Nova York, uma verdadeira ilha de gelo, e é o maior iceberg a formar-se no Árctico desde 1962, segundo o professor Andréas Muenchow, investigador da Universidade de Delaware dos Estados Unidos. Para este cientista a água doce armazenada nesta ilha de gelo chega para manter as torneiras públicas dos Estados Unidos, durante 120 dias.
As imagens de satélite, NASA MODIS-Aqua, da área, em 05/08/2010, revelam que o glaciar de Petermann perdeu cerca de um quarto das suas 43 milhas de comprimento ( 70 km de plataforma flutuante de gelo).
Ilha de gelo/Glaciar de Petermann - Fonte NASA

 O glaciar de Petermann, é uma das duas maiores geleiras remanescentes na Gronelândia, que terminam em plataformas flutuantes, e que liga a camada de gelo da grande Gronelândia directamente com o oceano.
O novo bloco de gelo poderá unir-se novamente ao glaciar, durante o Inverno, partir-se em pedaços mais pequenos ou entrar no Estreito de Nares, entre o Canadá e a Gronelândia, e terminar no Oceano Atlântico dentro de 2 anos.
Mais informações e imagens de satélite aqui.
 
Links relacionados:
Greenpeace regista degelo no Glaciar de Petermann/ Groenlândia: galeria de fotos
Animação de colisão de icebergs gigantes, visto do espaço
Imagens deslumbrantes de glaciares vistos do Espaço
Redução de glaciar da Gronelândia numa noite, observada do Espaço

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Bomba de Hiroshima foi há 65 anos

Há 65 anos, 6 de Agosto de 1945, Hiroshima foi destruída por uma bomba atómica americana. Três dias depois foi a vez de Nagasáki, no Japão. Iniciou-se, assim, a era atómica com os Estados Unidos, primeira potência neste tipo de armas.
74 nações participaram, este ano, nas cerimónias de homenagem às primeiras vítimas das armas nucleares. Estiveram presentes, pela primeira vez, os Estados Unidos.
Saiba mais sobre as bombas, os bombardeamentos e as potências nucleares actuais, no gráfico animado Bomba de Hiroxima abriu era atómica há 65 anos, publicado no jornal Expresso.

Memorial da Paz de Hiroshima (Cúpula Genbaku) - Património Mundial - Unesco
Fonte: wikipédia

Link relacionado:

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Supernova 1987A observada em 3D

Utilizando o Very Large Telescope do ESO, os astrónomos obtiveram pela primeira vez uma imagem tridimensional da distribuição do material mais interior expelido por uma estrela, que explodiu recentemente, a Supernova 1987A (SN 1987A),
Devido à sua proximidade, os astrónomos puderam estudar a explosão de uma estrela de grande massa e seguir a sua evolução com muito mais detalhe do que até então tinha sido possível.

Imagem artística da SN 1987A - Fonte: ESO / L. Calçada

Estrelas de grande massa, como a 1987A, ao chegarem ao final das suas vidas explodem sob a forma de supernovas, expelindo enormes quantidades de matéria para o espaço interestelar.
Esta Supernova, situada na periferia da Nebulosa da Tarântula, na vizinha galáxia Grande Nuvem de Magalhães, foi detectada em 1987. Com uma magnitude perto de 4, foi a primeira supernova a ser observada a olho nu e no Hemisfério Sul, no espaço de tempo de 383 anos. Foi a supernova mais brilhante a ser observada desde 1604, quando Johannes Kepler observou uma supernova na nossa Galáxia. Em 1885, foi observada outra supernova, de magnitude 7, na Galáxia de Andromeda, vizinha da nossa.
Pode observar-se uma animação do fenómeno no vídeo "Telescópio capta explosão de supernova em 3D"

Links relacionados:
Morte de uma estrela é simulada em 3D pela primeira vez

Protecção Solar

Evitar a exposição directa, quando o Sol está mais forte, e utilizar um protector solar pode minimizar ou evitar os efeitos nocivos da radiação ultravioleta na pele. É essencial conhecer o índice da radiação UV nas diferentes regiões e usar o protector correcto.
Clicando na figura pode obter-se, de uma forma simples e rápida, tudo o que se precisa conhecer da protecção contra o Sol.

Protecção Solar

Mas...

Reciclagem de resíduos urbanos

De acordo com os dados fornecidos pelo Instituto Nacional de EStatística (INE), cada português produziu o ano passado 511 Kg de resíduos urbanos, reciclando apenas 67 Kg, equivalentes a 13%, o que corresponde apenas a cerca de 57% da média da União Europeia. Apesar disso, tem-se verificado uma evolução positiva em Portugal. Os dados do INE mostram também que, entre 2004 e 2009, duplicaram as quantidades de resíduos recolhidos selectivamente (notícia Público.pt).

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Google não pode fotografar as ruas portuguesas

Os carros da Google não podem continuar a fotografar, em Portugal, para o serviço Street View. A Comissão Nacional para a protecção de Dados (CNPD) não autorizou por falta de cumprimento de todos os requisitos legais para a publicação das fotos na Internet. A Comissão exige que todos os rostos e matrículas não possam ser identificados.(ler notícia no Público.pt).

Ver mapa maior

Links relacionados:
Google assegura que serviço Street View é legal

Erupção Solar

Na madrugada de domingo, verificou-se uma erupção complexa na superfície do Sol, com grande agitação da coroa solar. Houve ejeção de massa coronal (CME) acompanhada de rajadas de rádio e elevação de filamentos de magnetismo da superfície estelar, entre outros acontecimentos.
A erupção foi seguida pela sonda Solar Dynamics Observatory (SDO) da NASA (ver vídeo no final).

A mancha solar associada à erupção - Fonte: Soho

A erupção deu-se na parte do Sol voltada para a Terra, atirando o material ejectado na nossa direcção. Os primeiros contactos com o campo magnético do planeta aconteceram esta noite, originando as conhecidas auroras (luzes do Norte). As partículas solares colidem com os átomos de nitrogénio e oxigénio da atmosfera terrestre, que em seguida brilham provocando verdadeiros espectáculos de luz e cor.
O sol passa por ciclos de actividade que duram cerca de 11 anos, Em cada ciclo ele apresenta um máximo e um mínimo. O último máximo foi em 2001 e teve um mínimo fraco e prolongado. De acordo com os cientistas, esta erupção é um dos primeiros sinais de que o Sol está a aumentar a sua actividade, caminhando para um outro máximo no seu 24º ciclo, esperado em 2013.
Mais informações em Tempo Espacial
Ver Auroras originadas por esta erupção solar  (aurora boreal)


Bonitas erupções observadas em 27 e 28 de Julho de 2010 (não dirigidas à Terra).

A biodiversidade no Mar Mediterrâneo

O inventário mundial preliminar do Censo da Vida Marinha, publicado ontem na revista PLoS ONE, inclui a distribuição e diversidade de espécies nas várias regiões marinhas, identificando também as principais ameaças que pesam sobre os oceanos. O inventário final será apresentado no próximo mês de Outubro.
O documento aponta o Mar Mediterrâneo como uma das regiões que, apesar da sua riqueza em biodiversidade, se encontra sob maior pressão devido à degradação e a perda dos habitats, a ocupação humana costeira, a poluição e a pesca excessiva.

Golfo de Tunis-Mediterrâneo (Tunísia) - Fonte: wikimedia commons

O relatório refere que os impactos das actividades humanas são muito preocupantes neste oceano, pois a bacia mediterrânica é quase fechada e é uma região ocupada há muitos milénios. “A importãncia destes impactos muito provavelmente crescerá no futuro, especialmente aqueles associados às alterações climáticas e à degradação do habitat”.
O aumento de espécies exóticas invasoras, que se desenvolvem em detrimento das endémicas, constitui outro problema, “Com a aceleração do tráfego marítimo no século XIX, e com a abertura do canal de Suez, o Mediterrâneo acabou por se tornar num ponto de cruzamento de muitas espécies "estrangeiras" (600) oriundas do mar Vermelho”. A medusa americana ou a amêijoa asiática estão entre essas invasoras que causam preocupação.

Links relacionados:
Algumas das diferentes espécies marinhas
Vida marinha e arte
As espécies mais perigosas no Mediterrâneo

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Sondas Voyager 1 e 2

As naves espaciais Voyager 1 e Voyager 2 são uma parte essencial da Voyager Interstellar Mission, com o objectivo de estender a exploração da NASA para além do Sistema Solar. A grande missão das naves é a exploração interestelar, tendo começado por investigar os 4 grandes planetas gasosos exteriores. Na sua viagem de quase 33 anos, as naves enviaram para a Terra belas fotografias dos planetas que visitaram.
Em 28 de junho de 2010 , a Voyager 2 completou 12.000 dias de operações contínuas desde o seu lançamento, em 20 de Agosto de 1977. Já percorreu mais de 21.000 milhões km no sistema solar, no seu caminho para o espaço interestelar , encontrando-se actualmente quase a 14 bilhões de Km do Sol.

  Saturno (foto Voyager 2) - Fonte: Cortesia NASA / JPL- Caltech

A Voyager 1 completou 12000 dias de missão em 13 de Julho deste ano, depois de ter viajado mais de 22 bilhões de Km. Actualmente está a mais de 17 bilhões de Km do Sol.

Júpiter (foto Voyager 1) - Fonte: Cortesia NASA / JPL- Caltech

As naves Voyagers estão a caminho da fronteira externa do Sistema Solar em busca da heliopausa, a região onde diminui a influência do Sol e início do espaço interestelar, continuando a enviar informações científicas do espaço.
Veja algumas das bonitas imagens enviadas pelas sondas Voyager 1 e 2.

Links relacionados:
Fotos incríveis tiradas pela Voyager 1 em 33 anos
Fotos do eclipse do Sol na Ilha de Páscoa
Europeus divulgam fotos de asteroide tiradas por sonda